Turismo põe Olímpia entre cidades que mais crescem

Vista geral da cidade de Olímpia, SP (Foto: Divulgação / Secretaria de Turismo)
Vista geral da cidade de Olímpia, SP (Foto: Divulgação / Secretaria de Turismo)

Com pouco mais de 54 mil habitantes, a Estância Turística de Olímpia, no Noroeste de São Paulo, é a segunda melhor cidade do Brasil para se viver em termos de qualidade de vida. E o turismo é o principal responsável por isso.

Há 54 anos, quando começou a promover o Festival Nacional de Folclore, a cidade já dava os primeiros sinais de que poderia prosperar com o turismo.

Hoje, graças ao Aquífero Guarani e suas águas quentes, Olímpia recebe milhões de turistas e muito investimento.

Visão geral de Olímpia, SP (Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo)

Visão geral de Olímpia, SP (Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo)

Por esse motivo, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) classificou Olímpia na categoria de município de alto desenvolvimento. Nesta ano, a cidade ficou em 2º lugar.

A pesquisa é feita pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e foi divulgada no di 29 de junho.

Foram pesquisadas mais de cinco mil prefeituras do país, inclusive de todas as capitais.

Olímpia ficou atrás apenas do município de Louveira (SP), sede de importantes empresas multinacionais e de logística.

O índice leva em conta três grandes áreas de desenvolvimento: saúde e educação básica, além da geração de emprego formal e renda.

No resultado geral foram apenas 431 municípios com alto rendimento, o equivalente a 7,9% do total.

Das cem cidades mais desenvolvidas do Brasil, 58 estão em São Paulo.

Turismo em Olímpia

A Estância Turística de Olímpia é considerada atualmente um dos polos turísticos mais importantes do Estado de São Paulo.

Isso se deve aos seus parques aquáticos e aos Festivais Nacional e Internacional de Folclore, atrações que neste ano devem atrair cerca de 2,5 milhões de turistas.

Por causa da sua posição geográfica, é um destino para viagem de carro com a família para paulistas, paulistanos, mineiros, sul-matogrossenses, goianos e paranaenses.

Como as piscinas dos parques, resorts e hotéis são abastecidas com água que sai quente do subsolo e em Olímpia dificilmente faz frio, é um destino para todas as estações do ano.

O turismo por lá cresce de maneira surpreendente. Em 2009, a Estância tinha sete hotéis, quatro pousadas, 42 casas de veraneio e um hotel fazenda. Um total de 687 leitos.

Hoje são 21.527 leitos (veja tabela abaixo). Com este número, Olímpia só fica atrás da Capital e de Santos.

Supera até Campinas, SP, cidade que tem cerca de 1 milhão de habitantes e oferece 5.743 leitos de hotéis.

Além do turismo, a economia de Olímpia também é baseada na agroindústria e comércio.

Thermas dos Laranjais, em Olímpia

Com jeito de cidade pequena e poucos prédios, Olímpia chama a atenção pela quantidade de hotéis, pousadas e resorts.

Tanto lugar para receber turistas tem um motivo principal: o Parque Aquático Thermas dos Laranjais, que em breve vai ganhar mais atrações.

O Thermas é o 3º parque aquático mais visitado no mundo, segundo o ranking Theme Index 2017, elaborado pela TEA/AECOM – Themed Entertainment Association.

Com 50 brinquedos, o parque foi um dos grandes responsáveis por alavancar o desenvolvimento turístico na cidade, que ganha cada vez mais hoteis.

Em 2017, foi inaugurado o Hot Beach Olímpia. E em 2018, a cidade recebeu novos resorts e centros comerciais.

“Praia” de Olímpia no Hot Beach (Foto: Hi-Mundim)

Entre eles estão o Olímpia Park Resort, o Royal Star Thermas Resort SPA e o Hot Beach Resort. Os três já em funcionamento.

Os mega resorts de Olímpia

Nos meses de maio e junho deste ano Olímpia aumentou a sua capacidade para receber turistas.

No final de maio, o Grupo Natos entregou a primeira fase do Olímpia Park Resort.

Em junho, foi a vez da inauguração de 504 novos apartamentos no complexo Royal Thermas Resort & SPA e Royal Star Thermas Resort SPA .

O mês também marcou o início da operação do Hot Beach Resort.

Olímpia Park Resort

A primeira parte da obra do Olímpia Park Resort, que fica em frente ao Thermas dos Laranjais, conta com duas torres de 17 andares, com 456 apartamentos de 1 e 2 dormitórios.

Olímpia Park Resort

São apartamentos de 46,24 m² e 63,59 m², em sistema ‘flat service’, que podem abrigar até sete pessoas.

Vêm mobiliados com camas de casal e solteiro, sofá-bicama, mesas e cadeiras, geladeira, micro-ondas, ar condicionado nos quartos e na sala e Smart TV com acesso à internet.

Foram inaugurados também as áreas de lazer, o restaurante, a academia e o Espaço Chandon, exclusiva para os hóspedes degustarem os rótulos da marca.

Parte interna do Olímpia Park Resort

A segunda fase do empreendimento será finalizada em 2019.

O Olímpia Park Resort custou mais de R$ 400 milhões. E o Grupo Natos já anunciou novo empreendimento, o Solar das Águas Park Resort, que deverá ser entregue em julho de 2020.

Este terá quatro torres de 16 e 17 andares e 1.000 apartamentos de um e dois quartos.

Hot Beach Resort

O terceiro resort do grupo Hot Beach Olímpia, o Hot Beach Resort, entrou em operação, em soft opening, em junho. O diferencial é que o empreendimento fica dentro do parque aquático.

Parque Hot Beach com o resort ao fundo

Neste resort, o hóspede tem livre acesso ao parque aquático Hot Beach, que tem uma praia, com direito a piscina de ondas e areia.

Tem 11 andares e 484 apartamentos, nas categorias Queen, King e PEN (Portadores de Necessidades Especiais).

468 x 60 IMU Full Banner

O Hot Beach Resort conta com dois restaurantes para café da manhã, almoço e jantar. O salão de refeição do restaurante maior comporta 450 pessoas e o do menor, 162 pessoas.

O Complexo Turístico Hot Beach é formado pelo parque aquático Hot Beach Olímpia e quatro resorts: Celebration Resort Olímpia e Thermas Park Resort &Spa, Hot Beach Resort e Hot Beach Suites (em construção).

O maior empreendimento hoteleiro do Brasil

No final do mês de junho foram inaugurados 504 novos apartamentos no Royal Thermas Resort & SPA e Royal Star Thermas Resort SPA 

Com investimento total de R$ 200 milhões, o complexo que une Royal Thermas Resort & SPA e Royal Star Thermas Resort SPA, agora pode hospedar até 4 mil pessoas.

Complexo Royal Thermas Resort & Royal Star Olímpia

Com isso, Olímpia detém o empreendimento com maior capacidade hoteleira do Brasil.

Anexo ao Royal Thermas Resort & SPA, essa nova parte do resort recebeu R$ 100 milhões de investimentos.

Está em uma área de 9 mil metros quadrados, sendo 3 mil metros exclusivos para alimentação. E conta com uma entrada exclusiva para o Thermas dos Laranjais.

Royal Star Resort

O resort conta com área de lazer com mais 6 piscinas, sendo uma coberta e uma com borda infinita, cinco ofurôs, sendo um coberto, sauna, academia, brinquedoteca, cinema, salão multiuso, restaurante, pizzaria, creperia, gelateria e bistrô.

São 4,4 mil metros quadrados em área de lazer, mais 1,8 mil metros exclusivos para alimentação do hóspede. No total são 9 mil metros de áreas de lazer.

Nossa experiência no Royal Star Thermas Resort

Hi-Mundim esteve na inauguração do Royal Star Thermas Resort, no final de junho. O empreendimento pode ser visto de longe e chama a atenção pelo seu tamanho.

Estivemos na inauguração do Royal Star

Fica ao lado do parque aquático Thermas dos Laranjais e oferece uma entrada exclusiva para hóspedes. Ponto positivo.

Passamos a noite em um dos novos quartos, uma suite super luxo. Com um dormitório e uma sala com sofá-cama de casal, acomoda até quatro pessoas.

Suíte (imagem do quarto decorado)

Tem duas TVs (com canais a cabo), dois aparelhos de ar-condicionado, mesa, pequenos armários e decoração bem simples. O banheiro é pequeno e a pia fica do lado de fora.

Conta também com secador de cabelos e frigobar. A nossa sacada com varanda tinha vista para o parque aquático. Do quarto era possível ouvir os bichos do zoo que fica no Thermas.

Vista da nossa sacada

Durante a nossa estada não conseguimos usar o chuveiro, pois a água não esquentava.

Aproveitamos para conhecer o restaurante e tomar café da manhã. Simples, mas com bastante variedade de pães. No entanto, oferece poucas opções para quem tem algum tipo de restrição alimentar.

Festival de Folclore

Olímpia também é referência em cultura popular e ostenta o título de “Capital Nacional do Folclore”. A cidade realiza anualmente o “Festival Nacional de Folclore” que em 2018 completa 54 anos.

O festival é realizado na Praça de Atividades Folclóricas e Turísticas “Professor José Sant’anna”, o único recinto do gênero, conhecido mundialmente e por onde passam durante o festival mais de 150 mil pessoas.

O Festival é um espetáculo ímpar, que reúne grupos de todos os Estados brasileiros, sendo considerado um dos maiores encontros da cultura brasileira.

Olímpia em números*

Número de leitos de hospedagem (crescimento de 10%):

2016: 14.482 leitos

2017: 15.927 leitos

2018: estimativa de entregar +5.600 novos leitos dos novos resorts

Número de visitantes (crescimento de 12% para 2018):

2016: 1.959.000

2017: 2 milhões

2018: 2.200.000 (estimativa)

Número de Meios de Hospedagem (crescimento de 9%):

2016: 78

2017: 85

Número de Casa de Temporada (crescimento de 21%):

2016: 370

2017: 449

Agências de Turismo (crescimento de 28%):

2016: 25

2017: 32

Atrações Aquáticas (crescimento de 100%):

2016: 2

2017: 4*

*Já existiam o Thermas dos Laranjais e o Praia do Mirante. Foram inaugurados em 2017 o Hot Beach o Parque Águas de Olímpia

Meios de Alimentação (crescimento de 22%):

2016: 211

2017: 257

*Dados fornecidos pela Secretaria de Turismo de Olímpia