Rali Mitsubishi em Rio Preto: o 1º a gente nunca esquece


No último sábado, dia 30 de maio, participamos pela primeira vez de um Rali da Mitsubishi. E o mais legal é que foi também a estreia de São José do Rio Preto, SP, na competição, que recebeu pela primeira vez uma etapa do rali de regularidade. E o mais impressionante: as inscrições para esta terceira etapa terminaram em apenas 2 MINUTOS!

Nós disputamos a Categoria Imprensa com uma picape L200 Savanah (custa a partir de R$128.990), equipada com tração 4×4 nas quatro rodas e 4×4 com reduzida, transmissão manual de cinco marchas, motor diesel de 3.2 L DID-H, 16 válvulas, DOHC com injeção eletrônica direta Common-Rail, de 180 cv.

No caminho, trechos com muita lama, terra e pedras. Passamos por trechos dentro de plantações de cana-de-açúcar e também por campos abertos. Foram 140 quilômetros percorridos em cerca de quatro horas de prova. Passamos por campos abertos, plantações de milho, de banana, vilas e matas. A picape aguentou muito bem o tranco.

Faltou experiência, mas não diversão. No rali de regularidade, é preciso atenção no cronômetro, no odômetro e no trajeto. A sintonia entre piloto e navegador deve ser total. Cada segundo perdido conta (desconta) pontos. No trajeto, nos perdemos (uma vez e bem rápido, rs), paramos para fotos, nos perdemos na planilha de navegação e nossa câmera tomou um banho de lama. Mas mesmo assim, o Hi-Mundim conseguiu subir ao pódio! Levamos o terceiro lugar na Categoria Imprensa. O Marcelo Ferri foi o navegador da equipe.

O mais legal foi perceber que famílias viajam juntas para curtir o rali. E tem gente do Brasil inteiro! De norte a sul. “É a emoção de estar aqui, de encontrar gente conhecida, de se divertir. Vale a pena”, garante a navegadora Camila Cordeiro a bordo de um Pajero TR4. O piloto Marcelo Schapira, de São Paulo, completa: “A gente viaja atrás do rali.”

Em 2014, o Hi-Mundim já havia dado a notícia sobre a realização de uma etapa do Rali Mitsubishi em Rio Preto. A gente ficou sabendo da notícia na inauguração da nova concessionária Rally Motors.

Participantes

Apaixonado por off-road, Glauber Fontoura costuma correr ralis de velocidade – e é campeão do Campeonato Brasileiro de Rally e do Rally dos Sertões na categoria Super Production. Em São José do Rio Preto, ele veio reviver as origens, já que começou a competir nos ralis de regularidade. “É diferente, mas a concentração é a mesma. E eu nasci no mundo off-road da regularidade, então é um resgate do que me levou a correr”, explica a bordo de uma L200 Triton. O navegador Eduardo Pereira e Costa completa: “O rali de regularidade é fundamental e, para o navegador, é uma escola.” Os dois foram campeões na categoria Turismo.

Mas os novatos também têm vez: o casal Denise Flavia dos Santos e Luís Fernando Ferreira correram pela segunda vez – fizeram a estreia na etapa de Tiradentes (MG), no começo do mês. “Foi surpreendente, não esperava que fosse tão bom. Aí entra na veia e você quer ir em todas”, fala o piloto de uma L200 Triton.

Confira o vídeo:

Beneficente

Outro ponto bem bacana do Rali é a ação social Mitsubishi Pró-Brasil. Nesta etapa, em Rio Preto, foram arrecadadas quatro toneladas de alimentos, entregues a Alarme, Associação Lar de Menores.

O Mitsubishi Motorsports tem patrocínio de Petrobras, Itaú, Dalgas, W. Truffi, Transzero, Pirelli, Clarion, Unirios, Embracon, STP, Tecfil, Mapfre, Pilkington, Flamma, Rede, Sky, Sideral e Artfix.

Campeões da etapa

Na categoria Graduados, para participantes experientes, vitória de Paulo Roberto Goes e Jhonatan Ardigo, a bordo de um Pajero Full. “Este ano tínhamos começado com o pé esquerdo, mas hoje conseguimos. Agora vamos tentar manter até o final”, explica o navegador. “Fomos campeões em 2013, ficamos em terceiro em 2014 e esse ano ainda não tínhamos conseguido acertar. Agora estamos em busca do campeonato”, promete o piloto. “Eu chego em casa e mostro o troféu pro meu filho de seis anos. Faço isso pra ele”, conclui.

Na Turismo, para quem tem experiência intermediária, Glauber Fontoura e Eduardo Pereira e Costa subiram ao lugar mais alto do pódio. “A gente veio brincar. O mais bacana é a festa, unir os amigos”, conta Glauber. “O rali da Mitsubishi é bem competitivo. É minha primeira vitória e por ser tão difícil tem outro significado. Eu esperava há muito tempo”, comemora o navegador.

Nestas duas categorias, a disputa pelo campeonato 2015 começa a ficar emocionante. O piloto e o navegador campeões da categoria Graduados ganharão uma viagem, com acompanhantes, para esquiar no Chile. Já o piloto campeão da categoria Turismo irá, com três acompanhantes, para o Zorah Beach Hotel, em Trairi (CE).

Já na Turismo Light, para duplas iniciantes, o troféu de primeiro lugar ficou com Leonardo Menarim e Adriana Micheli, a bordo de uma L200 Triton Savana. Eles começaram a correr em 2015 e esta foi a terceira etapa da dupla. O segredo para vencer? “É a prática, o treino”, fala a navegadora. “É uma emoção ter sido o melhor na categoria”, celebra o piloto.

Calendário 2015 – Mitsubishi Motorsports Sudeste
20/06 – Goiânia (GO)
04/07 – Curitiba (PR)
08/08 – Penedo (RJ)
22/08 – Vitória (ES)
07/11 – Joinville (SC)
28/11 – Ribeirão Preto (SP)
* Datas e locais sujeitos a alterações.

Resultados – 3ª etapa – São José do Rio Preto (SP)

Categoria Graduados

1) Paulo Roberto Goes / Jhonatan Ardigo – Joinville (SC) – 368 pontos perdidos
2) Renato Martins / Enedir Junior – Belo Horizonte (MG) – 389 p.p.
3) José Marques de Souza Junior / Claudio Roberto Flores – Belo Horizonte (MG) – 391 p.p.
4) Olair Fagundes / Waldemberg Barros – Cuaibá (MT) – 399 p.p.
5) Otavio Enz Marreco / Allan Enz – Apucarana (PR) – 421 p.p.

Categoria Turismo
1) Glauber Fontoura / Eduardo Pereira e Costa – Santana de Parnaíba (SP) – 560 pontos perdidos
2) Valdir de Lacerda / Elisa de Lacerda – Pouso Alegre (MG) – 617 p.p.
3) Marcio Pereira / Patrese Pereira da Bella – Rio Bonito (RJ) – 643 p.p.
4) José Carlos Selbach Eymael / Claudia Renate Bernt Eymael – Santana de Parnaíba (SP) – 661 p.p.
5) Gustavo Pereira de Amorim / Debora Rondello Bonatti – Santo André (SP) – 846 p.p.

Categoria Turismo Light
1) Leonardo Menarim / Adriana Micheli – Castro (PR) – 611 pontos perdidos
2) Reginaldo Rocha Lemos Junior / Evaldo Indig Alves – São Paulo (SP) – 737 p.p.
3) Wilson Rodrigues Pinto / Carina Tricarico Camargo – São Paulo (SP) – 783 p.p.
4) Elisabete Tavares / Paulo Tavares – São Paulo (SP) – 850 p.p.
5) Glaucio Peron / Marcelo Dirceu Magalhães – Poços de Caldas (MG) – 886 p.p.

Resultado acumulado – Campeonato 2015

Categoria Graduados – Pilotos
1) José Marques Souza Junior – Belo Horizonte (MG) – 71 pontos
2) Otavio Enz Marreco – Apucarana (PR) – 64 pontos
3) Ernesto Kabashima – São Paulo (SP) – 56 pontos
4) Olair Fagundes – Cuiabá (MT) – 52 pontos
5) Alfredo Turcatto – São Paulo (SP) – 45 pontos

Categoria Graduados – Navegadores
1) Claudio Flores – Belo Horizonte (MG) – 71 pontos
2) Allan Enz – Apucarana (PR) – 64 pontos
3) Luiz Durval Brenelli Paiva – São Paulo (SP) – 56 pontos
4) Waldemberg Barros – Cuiabá (MT) – 52 pontos
5) Camilo Turcatto – São Paulo (SP) – 45 pontos

Categoria Turismo – Pilotos
1) Carlos Frederico Bauer Bauer – São Bento do Sul (SC) – 69 pontos
2) Valdir de Lacerda – Pouso Alegre (MG) – 58 pontos
3) Paulo Rochadel Lima – Brasília (DF) – 54 pontos
4) Paula Breves – Rio de Janeiro (RJ) – 53 pontos
5) Eduardo Alexandre Kruger – Jaraguá do Sul (SC) – 52 pontos

Categoria Turismo – Navegadores
1) Alexandro Silva – São Bento do Sul (SC) – 69 pontos
2) Elisa Borges Lacerda – Pouso Alegre (MG) – 58 pontos
3) Daniel Cavalcanti Lima – Brasília (DF) – 54 pontos
4) Vilma Rafael – Rio de Janeiro (RJ) – 53 pontos
5) Fabiane Tironi Kruger – Jaraguá do Sul (SC) – 52 pontos

*O Hi-Mundim participou do Rali da Mitsubishi a convite da Mitsubishi Motors