Protótipo brasileiro ganha mundial offroad pela quarta vez

Armadillo (MBF–28)

Armadillo (MBF–28)

Armadillo (MBF–28)

O protótipo offroad MBF-28, feito por estudantes de engenharia do Centro Universitário da FEI, foi o campeão do Baja SAE Kansas 2014. É a quarta vez que a equipe brasileira conquista o título. A competição foi realizada entre os dias 22 e 25 de maio, em Pittsburgh (EUA).

Promovido pela entidade norte-americana Society of Automotive Engineers (SAE) desde 1976, o evento reuniu neste ano 100 equipes de universidades de diversos lugares do mundo.

Na semana anterior, os alunos de engenharia do Centro Universitário da FEI já haviam colocado outro protótipo, o RS-8, entre os 10 melhores do mundo na competição da SAE para modelos on road de alta performance.

Chamado de Armadillo, o MBF-28 foi avaliado em diversos quesitos e obteve o primeiro lugar em projeto, além do 3° lugar nas categorias apresentação de vendas e custos, e design, e ainda o 4° no enduro de quatro horas de duração.

Para participar da competição universitária criada para estimular o surgimento de engenheiros especializados em carros de alta performance, os alunos do Centro Universitário da FEI tiveram de vencer primeiro a etapa nacional. O Brasil participa do evento desde 1995 e a FEI acumula sete conquistas.

O segundo lugar na etapa mundial ficou com a University of Michigan – Ann Arbor. A Iowa State University ficou em terceiro. Em quarto lugar, a Cornell University e, em quinto lugar o Rochester Institute of Technology.

equipe vencedora da FEI

Equipe vencedora

Projetado e desenvolvido pelos alunos de engenharia da FEI, sob supervisão de professores, o Armadillo tem como destaque o sistema eletrônico, que permite comunicação em tempo real entre piloto e equipe.

Por meio de telemetria, a equipe nos boxes recebe informações de velocidade, rotação do motor, níveis de bateria e do tanque de combustível. Em uma tela acoplada ao volante, o piloto obtém outros dados, como tempo do motor ligado, velocidade bateria.

O protótipo da FEI também contam com GPS, faróis de LED alimentados por energia solar, suspensão traseira do tipo duplo braço triangular, transmissão automática com componentes de fibra de carbono e laminaão do banco feito à base de fibra de curará, planta da família do abacaxi.

Os critérios de avaliação incluíram segurança, projeto custo de fabricação, aceleração e velocidade, subida de rampa, suspensão e tração e o enduro. Os relatórios e as apresentações das equipes também foram submetidos a analise.

Ficha Técnica MBF-28
Dimensões:
·       Massa: 145 Kg
·       Entre-eixos: 1430 mm
·       Bitola dianteira: 1300 mm
·       Bitola traseira: 1200 mm
·       Altura: 1600 mm
·       Comprimento: 1940 mm

Performance:
·         Velocidade máxima: 70 km/h
·         Aceleração (30 m): 3,85 s
·         Frenagem (58 a 0 km/h): 5,5 s (11,5 m)
* valores obtidos a partir de simulações

Motor: Briggs & Stratton (definido pela competição)
·         Monocilindro
·         Volume deslocado: 305cc
·         Taxa de compressão: 8:1
·         Potência máxima: 7,1 kW @ 3800 rpm
·         Torque máximo: 18.5 N.m @ 2700 rpm

Transmissão:
·       CVT (Continously Variable Transmission)
·       Caixa de transmissão ECDR com duas relações e sistema de diferencial

Freios:
·       
A disco nas quatro rodas, com circuitos hidráulicos independentes para dianteira e traseira

Direção:
·       Tipo Mecânica
·       Sistema pinhão/cremalheira

Suspensão:
·       
Duplo braço triangular (dianteira)
·       Duplo braço triangular (traseira)
·       Amortecedores com corpo de alumínio e mola pneumática

Sistema elétrico:
·       
Sistema de luz de freio independente
·       Chave de emergência
·       Faróis automáticos
·       Sistema de comunicação entre o veículo e o sistema de monitoramento
·       Sistema de alarmes sobre anomalias dos sinais vitais do veículo

Carroceria:
·       
Policarbonato

Chassi:
·       
Tubular – CrMo 4130