Nissan irá fabricar motores no Brasil


Carlos Ghosn, presidente mundial e CEO da Nissan Motor

Carlos Ghosn, presidente mundial e CEO da Nissan Motor

O anúncio foi feito pelo presidente mundial e CEO da Nissan Motor, Carlos Ghosn, nesta segunda, dia 6, enquanto visitava as obras de implantação da nova fábrica de veículos da marca em Resende, no Estado do Rio de Janeiro. A nova unidade será inaugurada ainda em 2014 e terá capacidade para produzir até 200.000 motores por ano.

A Nissan vai investir R$ 140 milhões na construção da Fábrica de Motores, que deve gerar cerca de 200 empregos diretos. A unidade industrial ficará em um prédio, já existente, ao lado da Fábrica de Veículos e começará suas atividades com a produção do motor de quatro cilindros em linha, 1.6 16V flexfuel, de 111 cv de potência e 15,2 kgfm de torque – quando abastecido com etanol.

“A Fábrica de Motores de Resende é um pilar importante para reforçar nossa presença no Brasil e mais uma prova de nossa confiança no potencial do mercado brasileiro. Ela complementa o nosso Complexo Industrial brasileiro e aumenta nossa competitividade para atingirmos os objetivos de conquistar 5% de participação de mercado, sermos os primeiros japoneses em participação no Brasil e ainda sermos uma marca líder em qualidade no país em 2016”, afirma Ghosn.

O motor 1.6 16V flexfuel nacional da Nissan equipará os carros produzidos pela empresa no Brasil. A fabricação deste propulsor seguirá os fortes conceitos de sustentabilidade aplicados na construção e na elaboração dos processos produtivos do Complexo Industrial de Resende. A linha de montagem, por exemplo, adota equipamentos elétricos de última geração, o que contribui para o bem-estar dos operadores, e sem riscos de vazamento de óleo, deixando assim a operação menos nociva ao meio ambiente.

Serão fabricados por aqui o Nissan March e o  Versa

Serão fabricados por aqui o Nissan March e o Versa

A produção local de motores torna o projeto do Complexo Industrial da Nissan em Resende um pólo completo. Com um total de investimentos de R$ 2,6 bilhões (US$ 1,5 bilhão) a unidade industrial será uma das mais sustentáveis da Nissan no mundo e dará origem já em 2014 a dois carros brasileiros: o Nissan March e o Nissan Versa.