Hospedagem na Argentina fica 21% mais barata

Tradicional apresentação de tango no Caminito, em Buenos Aires, Argentina (Foto: Hi-Mundim)

Planejando viajar para a Argentina? Então se liga nessa informação. Esta semana o governo argentino decretou a  isenção do imposto sobre o consumo (IVA) em hotéis para visitantes estrangeiros. Isso já ocorre em países aqui da América do Sul, como Uruguai, Chile, Peru, Equador e Colômbia. Quem já esteve na Argentina sabe que esta isenção do IVA já vale para compras por lá desde 2001. Com essa nova medida, que entra em vigor até o final deste ano, a hospedagem no país deverá ficar 21% mais barata quando paga com cartão de crédito.

A devolução do IVA será feita de forma automática quando o turista efetuar o pagamento da reserva do hotel com o cartão de crédito ou débito. Para os brasileiros, uma vantagem a mais, já que pagávamos, além do IVA, a alíquota de 6,38% do IOF do cartão.

Buenos Aires (foto: Hi-Mundim)

Buenos Aires (foto: Hi-Mundim)

Durante o anúncio da nova medida, o presidente argentino Maurício Macri, disse que a iniciativa pretende “criar novos empregos, aumentar o número de visitantes estrangeiros e aumentar seus gastos no país, bem como o cuidados com o meio ambiente”. Com a isenção do IVA, o governo pretende atrair até 120 mil turistas a mais por ano, com gasto estimado de US$ 90 milhões.

Além da isenção do IVA para compras e hospedagem, a Argentina poderia pensar também em reduzir as taxas de embarque, que são altíssimas por lá e fazem com que os preços das passagens fiquem bem ‘salgados’. Por exemplo, fizemos uma pesquisa no site Kayak. Passagem ida e volta, pela Qatar Airways, em outubro, sai por R$ 511,76. Com as taxas de embarque, impostos e encargos no valor de R$ 357,59, as passagens para Buenos Aires saem por R$869,35.

buenos-aires-hi-mundim-12

Que tal uma parrilada? (Foto: Hi-Mundim)